Odkaz jsme Vám odeslali na email.

Nepodařilo se nám odeslat odkaz na váš email. Zkontrolujte, prosím, Váš email.

Missing captcha code. Please check whether your browser is not blocking reCAPTCHA.

Invalid captcha code. Please try again.

Online nápověda

GEO5

Stromeček
Nastavení
Produkt:
Program:
Jazyk:

Estabilidade Interna de Gabiões

A estabilidade interna de muros gabião pode ser analisada através de:

A verificação de juntas entre blocos é realizada na janela "Dimensionamento". A estrutura acima do bloco é carregada por empuxo ativo e as forças correspondentes são determinadas da mesma forma que para a verificação de todo o muro. É utilizado um enchimento solto na análise - em vez de enchimento rochoso colocado manualmente - mas o seu efeito pode ser simulado utilizando um ângulo de atrito interno muito elevado. É possível assumir que após algum tempo, devido à ação do agregado de enchimento, a tensão na malha reduz. A verificação para as tensões normais e de cisalhamento máximas é realizada para secções individuais do gabião. Através destas variáveis, é possível modificar a inclinação da face da estrutura com a criação de patamares ou aumentando a inclinação da face da parede α.   

A carga aplicada ao bloco inferior é representada graficamente como:

Carga na base do bloco

A tensão normal no centro do bloco inferior é dada por:

onde:

N

-

força normal atuante no bloco inferior

B

-

largura do bloco superior

e

-

excentricidade

M

-

momento atuante no bloco inferior

h

-

altura do bloco inferior

γ

-

peso volúmico do material do bloco inferior

α

-

inclinação dos gabiões

A pressão atuante na face do bloco inferior é determinada como uma pressão ativa aumentada:

onde:

φd

-

ângulo de atrito interno do material do bloco inferior de dimensionamento

cd

-

coesão do material do bloco inferior de dimensionamento

γ

-

peso volúmico do material do bloco inferior

h

-

altura do bloco inferior

B

-

largura do bloco superior

α

-

inclinação dos gabiões

T

-

valor médio da pressão atuante na face do bloco inferior

σ

-

tensão normal máxima atuante no bloco inferior

Kr

-

coeficiente do empuxo de terra em repouso

Ka

-

coeficiente do empuxo de terra ativo

As larguras das malhas do bloco inferior, por cada metro de desenvolvimento do gabião, são:

onde:

Dupp

-

largura da malha superior entre blocos carregada à tensão

Dtotal

-

largura total das malhas carregadas à compressão T

v

-

espaçamento entre malhas verticais

h

-

altura do bloco inferior

O programa permite a análise de gabiões com malhas simples ou duplas, colocadas entre blocos. Para as malhas duplas, o valor introduzido para a resistência à tração (janela "Material" - caixa de diálogo "Editar material") deve ser o dobro do valor assumido para malhas simples.

Geometria dos gabiões

Vyzkoušejte si programy GEO5. Zdarma, bez výpočetních omezení.